O Salão de Abril, mostra de artes visuais promovida anualmente FUNCET – Fortaleza

APRESENTAÇÃO
O Salão de Abril, mostra de artes visuais promovida anualmente pela Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza - FUNCET é um dos salões de arte mais antigos do Brasil.



UM POUCO DE HISTÓRIA
A história do evento começa em 1943. Com o país imerso na angústia de uma guerra mundial e tendo que arcar com o peso da ditadura Vargas, um grupo de estudantes, que pertenciam a UEE (União Estadual de Estudantes), enxergam a necessidade de um veículo que promovesse um diálogo social com o momento vivido. Conseguem viabilizar a instauração de um salão de arte na cidade de Fortaleza, na intenção de tornar pública a produção estética dos artistas e assim promover um veículo novo de reflexão e conscientização social.


A II edição do Salão acontece apenas em 1946, já de responsabilidade da Sociedade Cearense de Artes Plásticas - SCAP, onde ficaria até 1958. A realização do XIV Salão de Abril, em 1958, marca também o fim da SCAP. A realização anual do Salão de Abril passa a ser responsabilidade, a partir do ano de 1964, da Prefeitura Municipal de Fortaleza.


UMA EDIÇÃO, VÁRIAS NOVIDADES
Em 2007, chegamos à 58º edição do Salão de Abril. Acompanhando o fluxo dos entrelaçamentos da produção atual nas artes visuais, em suas variadas vertentes, a mostra assume, a partir deste ano, um formato ampliado, abrindo inscrições para artistas de todo o Brasil. Além disso, no intuito de fomentar as trocas, práticas e reflexões que permeiam o universo da arte, em 2007, o Salão acontecerá no Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará – MAUC, estimulando o acesso da comunidade universitária e da população em geral.


ARTISTAS SELECIONADOS
Na primeira edição nacional do Salão de Abril, foram 521 trabalhos inscritos de 17 Estados brasileiros.
Para a mostra competitiva do Salão, aberta à visitação pública de 16 de agosto a 30 de setembro, foram selecionados trinta artistas, recebendo um pró-labore de R$ 1.550,00 cada. Dentre os trinta selecionados, três serão contemplados com um prêmio exposição, no valor de R$ 9.000,00 cada, sendo orientados no desenvolvimento dos trabalhos pela crítica de arte Cristiana Tejo, atual diretora do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, na cidade de Recife.
Conheça os 30 artistas selecionados pelo júri do 58º Salão de Abril:
Bruno Faria (SP)
Bruno Vieira (PE)
Celso Oliveira (CE)
Chico Togni (SP)
Daniel Murgel (RJ) - Prêmio Exposição
Ding Musa (SP)
Elton Lúcio (MG)
Euzébio Zloccowick (CE)
Evandro Prado (MS)
Fábio Tremonte (SP)
Flávia Bertinato (MG)
Francisco Zanazanam (CE) - Prêmio Exposição
Gaio (BA)
Grupo Acidum (CE)
Hugo Houayek (RJ)
Janaina Barbosa e Natália Nunes (CE)
Járed Domício (CE)
Jussara Correia (CE)
Laerte Ramos (SP)
Maíra das Neves (GO)
Marcelo Gandhi (RN)
Marcos Martins (CE)
Matheus Rocha Pitta (MG) - Menção Honrosa
Murilo Maia (CE)
Nelton Pellens (RS)
Romano (RJ) - Menção Honrosa
Thiago Honório (MG) - Prêmio Exposição
Viviane Gueller (RS)
Waléria Américo (CE) - Menção Honrosa
Zé Antonio Lacerda (SC)


www.salaodeabril.org