Alegorias proféticas - Por Rafael Maldonado

A série aqui apresentada sinaliza uma transição na obra de Evandro Prado que busca a adoção de novos suportes aumentando o repertório de suas narrativas estéticas, exemplificando a necessidade do artista em manter uma investigação constante do processo artístico no desenvolvimento de diferentes discursos conceituais, atitude que dá suporte para o enfrentamento dos desafios e das armadilhas do ato criativo.


Nas alegorias proféticas Evandro prossegue realizando uma interessante leitura dos símbolos religiosos, reinterpretando o diálogo entre o texto bíblico e a iconografia sagrada. Os objetos lembram oratórios onde são depositadas as imagens de santos para a devoção, contudo, os textos inseridos pelo artista em cada obra mostram passagens do Apocalipse que criam uma relação de embate entre a alegoria imagética e o discurso do texto profético. O sublime em contraponto com sentimentos de temor.

Para formar os pequenos “mantos” decorados de cada “oratório”, imagens de santos são coladas junto a pequenos ornamentos costurados em tecidos e fixados numa base de madeira, “sacralizadas” com a proteção do vidro onde as frases são inscritas. Tudo minuciosamente preparado para construir uma poética vigorosa e ordenada com a lucidez que confirma uma obra consistente, inventiva e sensivelmente racional.


Rafael Maldonado
Março de 2008