Exposição de Evandro Prado segue com os ícones católicos

O Centro Cultural inaugura na próxima quarta-feira (13), às 19h30, a exposição “Alegorias Proféticas”, novo trabalho de Evandro Prado, artista plástico de Campo Grande que ganhou projeção aos 18 anos com premiação do Itaú Cultural por seu trabalho "Habemus Cocam", onde se inseriam imagens da Igreja Católica em contextos da cultura de consumo.


O novo trabalho segue a trilha do uso dos ícones religiosos. "Conceitualmente essa nova exposição parte segue a minha vontade de trabalhar a iconografia católica dentro dessa sociedade ocidental, já falei sobre consumismo, sobre violencia, e agora falo sobre o apocalipse", diz Evandro.

Sobre a continuidade da perspectiva de abordagem, Evandro acha que ainda há o que se explorar no veio. "Não sei ainda por quanto tempo. Até porque uso a temática para falar de outras coisas. E também porque utilizo diversos suportes" justifica-se o artista.

Polêmica e camisetas - Para Evandro, a tensão com a Igreja gerada por "Habemus Cocam" de certa forma converteu-se em uma marca do seu trabalho. "As pessoas ficam curiosas, querem saber o que vou aprontar dessa vez, mas isso não me preocupa, é uma preocupação das pessoas. O adjetivo 'polêmico' me diverte".

Durante a abertura da nova exposição Evandro Prado fará o lançamento de uma coleção de camisetas com estampas da exposição “Habemus Cocam”. "Desde a época da exposição todo mundo me pedia, agora eu fiz um parceria com uma camiseteria que produz estampas regionais para atender essa demanda. As camisetas custam R$ 30,00 reais.

O novo trabalho é composto por uma série de 17 objetos que se assemelham a oratórios onde estão inscritos trechos de profecias do Apocalipse e ficará exposto até o dia 14 de setembro. O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica na rua 26 de Agosto, 453. Mais informações pelo telefone 3317-1792.


Bira Martins
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008 (16:47)
Campo Grande News (www.campograndenews.com.br)